Conheça Daisy: robô da Apple que consegue desmontar 200 iPhones por hora

21
abr

Conheça Daisy: robô da Apple que consegue desmontar 200 iPhones por hora

Você tem um iPhone super velho e não sabe o que fazer com ele? Este também é um dos grandes desafios enfrentados pela própria Apple. A empresa vive tentando encontrar soluções amenizar o impacto dos componentes eletrônicos no meio ambiente.

Uma delas foi anunciada nesta semana e em um momento bem oportuno. Neste domingo (22) é comemorado o Dia da Terra e a Apple aproveitou o tema para anunciar o seu mais novo projeto ligado à reciclagem. Trata-se da robô Daisy (Margarida, em português), desenvolvida com a capacidade de desmontar até 200 iPhones por hora.

Segundo o site Popular Science, que teve acesso exclusivo a novidade, a tecnologia consegue separar os telefones em pequenos componentes, que a empresa pode usar para reutilizar na construção de outros dispositivos e enviar o que sobrar para seus parceiros de reciclagem.

Dentro do conceito de reutilizar peças e materiais, a Apple criou uma versão do Mac Mini usando alumínio reciclado do iPhone 6. O equipamento não é comercializado, mas é utilizado nas instalações da Apple.

 

Daisy consegue separar os componentes sem danificá-los

“O vidro é esmagado, o alumínio vendido no mercado de reciclagem de alumínio e o resto é triturado para pilhas de plásticos e metais”, explicou  Lisa P. Jackson, vice-presidente de meio ambiente, política e iniciativa social da Apple.

É importante dizer que a Daisy consegue separar os componentes sem danificá-los. Para isso, a robô trabalha com cinco braços robóticos.

Esta não é a primeira vez que a empresa constrói um robô com o mesmo objetivo. Lá em 2016 a Apple apresentou o Liam. Na época, ele conseguia desmontar 350 iPhones por hora com a ajuda de seus 29 “braços”.

Ele era bem mais rápido nisso, mas por algum motivo a empresa descontinuou o projeto. Pelo menos agora a Daisy consegue desmontar versões mais novas dos iPhones (nove no total e com exceção do iPhone X), coisa que o Liam parece que não seria capaz de fazer atualmente.

O curioso também é que a Daisy foi construída com partes recicladas do próprio Liam.

 

Share Button