Nem o Papai Noel salva: veja dicas para não cair em fraudes neste Natal…

Nem o Papai Noel salva: veja dicas para não cair em fraudes neste Natal…
20
dez

Bruna Souza Cruz

Do UOL, em São Paulo

20/12/2018 04h00

A temporada de presentes chegou e você provavelmente deve estar pesquisando o que vai comprar de Natal para a família e amigos. A correria de fim de ano pode ser bem estressante e é com isso que os criminosos virtuais (ou não) contam.

De um simples clique em um link suspeito até ligações com informações estranhas sobre a compra feita pela internet. Os riscos para os usuários são enormes.

Além desse tipo de golpe, a empresa FICO, especializada em análise de dados que preveem o comportamento do consumidor, identificou outras três formas de fraudes mais comuns nesta época do ano.

Falsa caridade

Emails e telefonemas falsos de caridade também são comuns. Você atende o telefone, a pessoa do outro lado da linha faz um discurso super comovente e o seu dinheiro acaba indo parar em mãos erradas.

Está seguro? Veja como ficar mais protegido online

Na dúvida, pesquisa melhor sobre a entidade envolvida na ação de caridade. Outra forma é entrar em contato diretamente com ela (email ou telefone informados oficialmente) para verificar como a organização pode ser ajudada.

Oferta melhor do que a encomenda

É tão fácil encontrar promoções que prometem coisas inacreditáveis no mundo das compras virtuais, não?

Emails com preços falsamente incríveis e mensagens “oficiais” em nome de sites/lojas famosas são as estratégias mais utilizadas para enganar os consumidores.

Tudo parece verdade, mas podem esconder links maliciosos. Em casos assim, observe o endereço do remetente do email. Por exemplo: nomedaloja@nomedaloja.com.br.

Caracteres muito diferentes e misturados com letras podem ser um indício de que é uma fraude.

Confira outras dicas de segurança:

  • Habilite os alertas do cartão: é só avisar ao seu banco que deseja receber informações sobre as movimentações em sua conta bancária. Assim, é mais fácil identificar se algo está fora do normal. É possível recebê-las por email e/ou SMS.
  • Monitore a sua conta bancária para ter uma ideia dos seus gastos mais comuns. Se demorar muito para ver, é capaz de você se esquecer o que já comprou.
  • Desconfie de ligações telefônicas que solicitam os dados do seu cartão. Jamais informe a sua senha.
  • Mantenha um antivírus instalado e atualizado em seu dispositivo.

 

 

Fonte: https://noticias.uol.com.br/tecnologia/noticias/redacao/2018/12/20/nem-o-papai-noel-salva-veja-dicas-para-nao-cair-em-fraudes-neste-natal.htm?cmpid=copiaecola